Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

vila de cano - canoonline - João Mot@



Mensagens

Domingo, 25.07.10

Concelho de Sousel…o principio do fim…

 

aceitando desde já os juízos que muitos irão fazer baseados em alguns benefícios que julgam ter  com o estado actual do meu Concelho, tenho consciência que de modo a não passar a ser conivente com esta situação, será necessário escrever o seguinte;

De facto a situação financeira do meu Concelho é neste momento desastrosa. Continua-se a apresentar défices consecutivos ano sobre ano….( continuo á espera de ver as contas 2009 ) !!

…no entanto, a criação desse défice, é originado sem um resultado prático que nos  permita ter qualquer tipo de confiança no futuro deste Concelho, a não ser a realidade de  quem terá de pagar o enorme Passivo da Câmara, que  serão aqueles que cá moram…todos nós.

As taxas , licenças e multas continuam a aumentar ao ritmo das necessidades financeiras da Câmara…que nunca param, já que cada vez são menos pessoas a pagar cada vez mais custos que a Câmara tem…

Para se iniciar a fazer qualquer coisa é necessário o parecer, opinião, assinatura de dezenas de Engenheiros, Arquitectos, Vereadores, Assessores, secretários de assessores e sabe-se lá que mais…

Com o passar dos últimos anos vimos a JOG a encerrar, vimos a pousada a encerrar, a Enasel a parar, que eram as jóias da coroa da Câmara e nas quais se gastaram ao longo dos anos… largos milhões…e que segundo o cérebro da altura seriam a base de sustentabilidade do desenvolvimento deste Concelho…infelizmente o resultado (para nós claro) está á vista…- dinheiro esse que ao ter ido para aí deixou de ser aplicado naquilo que era necessário para que o Concelho pudesse avançar no tempo normalmente em devida altura…- Obviamente estou apenas a relatar factos que são públicos. Nem seque estou a emitir uma opinião…

Agora vejo o meu Concelho mergulhado em festas consecutivas, sinal de fraqueza de uma Câmara transformada numa gigantesca Comissão de Festas…e fraqueza porque isto significa…que não têm capacidade para fazer mais nada…!

…entretanto o comércio geral, os serviços, a agricultura, a pecuária, o turismo, tudo o pouco que ainda resta neste Concelho gradualmente vai encerrando…não por vontade própria das pessoas que estão á sua frente…mas porque o Concelho morreu economicamente…

Entretanto  vejo uma obra a ser feita á frente dos Paços do Concelho???com erros???a calçada da Avenida do Cano a ser destruída com alcatrão??? Por erros anteriores da Câmara???Um estádio de futebol a ser construído…em Sousel??? …obviamente mais empréstimos obtidos pela Câmara,,,mais divida, para quem vier a seguir…pagar!!!

O facto de termos actualmente este estado de coisas no Concelho, significa que não haverá investimento aqui e isso significa que o próprio património daqueles que aqui moram ou estão instalados comercialmente todos os dias se continua a desvalorizar…ou seja a própria casa onde moramos hoje vale 50.000 € - amanhã não valerá 20.000 €, pelo factor óbvio da oferta muito superior á procura…vejam quantas casas estão para venda neste Concelho…!

…entretanto os gestores deste Concelho, a quem todos nós pagamos um ordenado, para resolverem os problemas do Concelho de Sousel, que a propósito tem mais 3 freguesias normalmente esquecidas  ( Casa Branca – Santo Amaro e Cano ) continuam a fazer …festas…ainda por cima ,também essas…pagas por todos nós…valha-nos Deus.

 

Cano, em 23 de Julho de 2010

   

 José Guilherme Silva

 

 

 

 

Uma resposta demasiado grande para comentário, por isso a coloquei aqui

 

Sr. José Guilherme, permita-me que me aproveite das suas preocupações e delas me servir como inspiração. Confesso que desde há algum tempo, me tenho sentido pouco motivado para me dedicar a temas tais como os que se refere. No entanto, após ler o seu artigo, senti necessidade, em primeiro lugar de o congratular pela sua postura e em segundo lugar, de também lhe expor o meu ponto de vista sobre o assunto.

Ao longo dos cerca de 25 anos que vivo em Sousel, sempre tenho sentido que o “modus vivendum” desta comunidade encerra em si qualquer coisa de diferente, em relação a todas as outras que a delimitam e, nomeadamente existe uma característica que não consigo enquadrar no meu entendimento.

É certo que nessa altura eu ainda não vivia em Sousel, mas vivia numa aldeola que fica a 5 minutos de carro e, consequentemente as novidades também pouco distam. Lembro-me de ouvir dizer que muitas pessoas andavam fugidas pelos campos porque num certo dia, foi exercida alguma repressão (segundo parece pelas forças de segurança) nos trabalhadores de cooperativas existentes na altura.

Mesmo não sabendo exactamente o que se passou, fico no entanto com a certeza que nessa altura existiam cooperativas e que se deve ter procedido à ocupação de propriedades, tão característico na altura. Ora, se assim foi, parto do princípio que se tratava de um concelho maioritariamente de esquerda.

Mas…pensando bem… à excepção de 4 anos, que agora se entende porque aconteceram e por isso nada mudou… não me lembra de ver por aqui um partido de esquerda a ganhar as autárquicas.

Este, que parece ser um contra-senso, após analisada a realidade, não é mais do que o reflexo da subjugação a valores que perduram eternamente nesta comunidade, mas que foram completamente esquecidos para além das fronteiras do concelho e, por isso mesmo, se tornam tão inaceitáveis àqueles que vulgarmente ultrapassam estas muralhas.

Dou apenas como exemplo de qualquer coisa que desde há muito deixou de fazer sentido num mundo actual, seja de esquerda ou de direita: o medo de represálias!

Ora, perante esta minha perspectiva e sabendo que o PSD nacional, por certo, repudiaria atitudes que os que se dizem representantes dessa força política no concelho levaram a efeito, durante o período eleitoral (perseguições, ameaças, calúnias,…etc), sou obrigado a pensar que se trata de um “tratado” entre algumas pessoas do concelho, que utilizando o nome de um partido, apenas têm como objectivo a auto-satisfação, sem qualquer tipo de pudor aquando da utilização de “armas de destruição maciça”. A provar esta falta de ligação entre concelhia e nacional, veja-se o percurso de alguns elementos que tentaram rumar no sentido da ascensão… qual foi o resultado?

Não creio que seja difícil identificar alguns dos princípios do viver em democracia e muito facilmente também se chega à conclusão que essa palavra não faz sentido neste concelho.

Fazem-se “elefantes brancos” para “encandear” os facilmente fascináveis, depois… quando começam a deixar de “encandear” derrubam-se e fazem-se outros no mesmo sítio, para se poderem fazer mais uns concursos com algumas empresas a participar…e mais algumas derrapagens nos orçamentos e mais ainda algumas alterações ao projecto, que por azar não caiu bem … e a malta a bater palmas… Prometem-se uns lugares na câmara, com direito a doutoramento… e a malta acredita. Não era nas telenovelas brasileiras que retratavam os tempos dos “sinhôzinhos”, que os criados chamavam de Doutor, qualquer que fosse o patrão? … era, não era? Mas mesmo sendo no Brasil, isso já lá vão umas décadas boas…

Não me parece que seja assim tão complicado identificar a motivação para tais desvarios orçamentais e tanta falta de interesse na manutenção e muito menos criação de novos postos de trabalho independentes.

Porque a matemática é a ciência mais exacta, sempre gostei dela e, por isso mesmo, parece-me nada complicado encontrar uma fórmula que represente o estado do concelho:

EP => +PNC => -VNC

(EP – Empresas privadas; PNC – Pessoas Não Comprometidas; VNC – Votos Não Condicionados)

 

Assina: José Pascoal

Autoria e outros dados (tags, etc)

por @Mota@ às 16:27


1 comentário

De @Mota@ a 25.07.2010 às 16:38


não serão aceites comentários anónimos nem com nomes da "treta", querem dar a vossa opinião, façam o mesmo que o autor do texto, assinem, deiam a cara.....

joão mota

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Contador


Visitas

online



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D